segunda, 15 de abril, 2024

Bitcoin

A+ A-

Bitcoin (BTC) é negociado acima US$ 52 mil com alta de 16% na semana

Aumento do interesse e liquidez sinalizam otimismo no mercado

quinta, 15 de fevereiro, 2024 - 11:07

Redação MyCryptoChannel

O Bitcoin (BTC) deu um salto na manhã desta quinta-feira (15), ultrapassando a marca de US$ 52 mil pela primeira vez desde maio de 2022. Esse movimento positivo acompanha um aumento no interesse e na liquidez do mercado, alimentando o otimismo entre os investidores. 

 

 

No momento em que este artigo foi escrito, o preço do Bitcoin era de US$ 52.319,90, o que representa um ganho de 1,1% em relação ao dia anterior e um aumento de 16,5% na última semana. Já o volume de negociação também registrou ganhos, com US$ 36 bilhões em BTC trocando de mãos nas últimas 24 horas, de acordo com dados da CoinMarketCap. 

 

 

Os mercados de derivativos de Bitcoin também estão em alta. A quantidade de contratos em aberto em contratos de Bitcoin subiu para US$ 24 bilhões, aproximando-se do recorde histórico de US$ 24,27 bilhões atingido em abril de 2021, segundo dados da CoinGlass. 

 

 

O crescente interesse em contratos em aberto está acompanhado pelo aumento da liquidez nas exchanges, de acordo com a empresa de análise de blockchain Kaiko. A empresa reportou no Twitter que a liquidez está crescendo no ritmo mais rápido dos últimos anos. 

 

 

 

Outro fator importante é o fluxo de BTC para ETFs de Bitcoin. Atualmente, há cerca de 10 vezes mais BTC detidos por custodiantes para respaldar ações de ETF Bitcoin do que novos BTC entrando no mercado por meio da mineração, destacou Cameron Winklevoss, cofundador da Gemini, em seu Twitter. 

 

 

Criptomoedas

Argentina implementa registro para provedores de criptoativos

Investidores de criptomoedas tinham expectativas que ele seguisse o movimento de El Salvador

terça, 02 de abril, 2024 - 15:39

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Na última semana, a Argentina deu um passo adiante ao implementar um Registro de Provedores de Serviços de Ativos Virtuais (VASP), o que provocou algumas reações de descontentamento dos investidores de criptomoedas no país. Com a nova regra, as plataformas ou pessoas que participem de negociações de ativos digitais precisam de um processo de registro. 

O presidente da Comissão Nacional de Valores da Argentina (CNV), Roberto E. Silva afirmou que “quem não estiver cadastrado não poderá operar no país”. O regulador se encontrou com principais escritórios de advocacia do país e a câmara Fintech sobre a implantação do Registro após o anúncio. 

Havia expectativa de que a Argentina fizesse o mesmo caminha de El Salvador para a adoção do Bitcoin (BTC). Porém, Javier Milei, recém-eleito presidente do país, retomou com a regulamentação que tinha sido abandonado pelo governo anterior.  

"Javier Milei comete seu primeiro grande erro", tuitou Max Kieser, um defensor árduo do Bitcoin e conselheiro do presidente de El Salvador, Nayib Bukele. "Ele nunca se deu ao trabalho de entender o #Bitcoin, agora sofrerá as consequências." 

 

Bitcoin

Tether (USDT) compra mais Bitcoin (BTC) e aumenta suas reservas para 75.354 BTC

Empresa se torna sétimo maior detentor de BTC do mundo com compra de US$ 618 milhões

segunda, 01 de abril, 2024 - 14:11

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

A Tether, empresa responsável pela stablecoin USDT, comprou 8.888 Bitcoins (BTC) no domingo (31), elevando suas reservas totais para 75.354 BTC. A aquisição foi no valor de US$ 618 milhões por cada ativo saindo em média por US$ 69,5 mil.  

Com a compra, a Tether se torna o sétimo maior detentor de Bitcoin do mundo, de acordo com dados do Bitinfocharts. A empresa vem aumentando suas reservas de Bitcoin de forma exponencial nos últimos meses, em um movimento que acompanha o crescente interesse institucional na criptomoeda. 

O preço médio de compra dos Bitcoins da Tether é de US$ 30.305, o que significa que a empresa está com um lucro não realizado de mais de 128%, ou US$ 2,94 bilhões. Esse lucro é resultado da valorização do Bitcoin nos últimos meses, que atingiu um novo recorde histórico acima de US$ 69 mil em março. 

A Tether disse que investe 15% de seu lucro líquido em Bitcoin para diversificar os ativos que garantem a estabilidade do USDT. A compra da Tether também pode estar relacionada ao halving do Bitcoin, que está previsto para acontecer em 19 dias.