quinta, 23 de maio, 2024

Criptomoedas

A+ A-

Quais são os desafios das criptomoedas no 1T23 e o que esperar para o próximo trimestre?

No cenário internacional, queda do Silicon Valley Bank gerou preocupações para economia global; confira análises e expectativas de especialistas sobre o mercado digital

sexta, 07 de abril, 2023 - 13:00

Redação MyCryptoChannel

O primeiro trimestre de 2023 foi um período desafiador para o mercado financeiro, com destaque para as fraudes - como o caso da brasileira Braiscompany -, que resultou em perdas significativas. Na visão de Rafael Izidoro, CEO e fundador da fintech cripto Rispar, é importante analisar que a queda de empresas fraudulentas é um sinal de que o mercado está se fortalecendo e transparente, o que aumenta a segurança para os investidores.

No cenário internacional, a queda do Silicon Valley Bank gerou preocupações com o contágio na economia global. Felizmente, as autoridades reguladoras tomaram medidas para aumentar a confiança no sistema financeiro, garantindo a estabilidade do mercado. Em contrapartida, o mercado cripto teve uma valorização expressiva, com destaque para o Bitcoin, que subiu mais de 60%, mostrando que os investidores estão buscando refúgio nos ativos digitais.

Já no Brasil, o Real Digital, moeda eletrônica emitida pelo Banco Central, é um dos pontos-chave para o mercado cripto. “Previsto para ser lançado em 2024, deve ter uma aceitação ainda mais rápida do que o sistema de pagamentos instantâneo Pix, que já é o meio de pagamento mais usado pelos brasileiros. Isso mostra que o país está atuando como protagonista no mercado de moedas digitais”, pontua Izidoro.

Para o executivo, apesar do cenário de incerteza, a expectativa é positiva para o restante do ano, com a possibilidade de novas altas históricas do Bitcoin e do mercado.

Outras análises para o mercado de criptomoedas no 2T23

Enquanto os bancos quebraram, o bitcoin continuava em alta, chegando a US$ 28 mil, revelando uma confiança de boa parte dos investidores no setor cripto. Tal confiança se dá pelo fato de o bitcoin ser um ativo anticíclico, descorrelacionado ao mercado financeiro tradicional, e pode servir como uma reserva de valor em momentos de turbulência e de crise. Em contrapartida, os desafios no mercado cripto viram, principalmente no que diz respeito à regulação do setor”, explica Thiago Cesar, CEO da Transfero.

Muitas vezes, outros tokens operam para o BTC, como nos casos das stablecoins, utilizadas como base para negociações. Nos derivativos, o Bitcoin também pode ser utilizado como colateral para tradings de margem e alavancagem, assim como no pagamento das taxas de financiamento (funding)”, ressalta João Canhada, fundador da Foxbit.

O caso do Silicon Valley Bank e uma debandada de americanos de bancos pequenos e médios indo para bancos maiores, com medo de que houvesse algum tipo de crise sistêmica e que levasse a quebra de muitas outras instituições financeiras, principalmente as menores capitalizadas, são exemplos”, afirma Paulo Boghosian, Head de Research do TC Pandhora Digital Assets.

CryptoNow

Bitcoin (BTC) é negociado acima de US$ 68 mil e Ethereum (ETH) segue com avanço de 0,48%

Confira os principais fatores que influenciam o mercado das criptomoedas nesta segunda-feira (20)

segunda, 20 de maio, 2024 - 14:31

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Boa tarde! Bem-vinda e bem-vindo ao CryptoNow. De hora em hora, confira as cotações das principais criptomoedas do mercado

O mercado de criptomoedas opera com estabilidade nesta segunda-feira (20) com expectativas da divulgação da Ata do Federal Reserve (Fed, o Banco Central norte-americano), a ser apresentada na quarta-feira (22).

Conheça a Coinex, Exchange Global de Criptomoedas, Simplficando sua Negociação de Cripto - Clique aqui!

 

Bitcoin (BTC) avançou em 1,01%, cotado a US$ 68.354,26 por volta das 14h27 (horário de Brasília). A principal criptomoeda do mundo acumula ganhos de 8,95% nos últimos sete dias. Nas últimas 24 horas, valorização é de 2,35%. Os dados são da CoinMarketCap

 

Confira a variação do preço do Bitcoin (BTC) de hora em hora:

 

Bitcoin (BTC)

Variações (Hora) 24 horas Semana

Preços (Dólar)

14h27 + 1,01% +2,35% + 8,95% US$ 68.354,26

 

Ethereum (ETH), criptomoeda com segunda maior capitalização do mercado, apresentou ganhos de 0,48%, a US$ 3.139,32. Na última semana, o ativo avançou em 6,41%, enquanto valorizou em 2,04% em 24 horas. 

 

Confira a variação do preço do Ethereum (ETH) de hora em hora:

 

Ethereum (ETH) Variações (Hora) 24 horas Semana

Preços (Dólar)

14h27 + 0,48% + 2,04% + 6,41% US$ 3.139,32

 

Entre outras moedas digitais da tabela da CoinMarketCap, o Beam (BEAM) chama atenção pela alta registrada na última hora. A criptomoeda registrava valorização de 5,89%, a US$ 0,02835, com avanços de 13,83% em 24 horas. O ativo conta com progressos de 26,84% nos últimos sete dias.

 

Confira as criptomoedas que mais se valorizaram de hora em hora no CryptoNow:

 

Horários

Criptomoedas

Variações (Hora)

24 horas Semana Preços (Dólar)
14h27 Beam (BEAM)  + 5,89%

+ 13,83%

+ 26,84% US$ 0,02835

   

 

Por outro lado, o Render (RNDR) se destaca negativamente, com recuos de 0,85%. Cotada a US$ 10,58, a moeda desvalorizou 5,06% na semana, enquanto registrou de ganhos de 3,91% nas últimas 24 horas.

 

Confira as criptomoedas que mais se desvalorizaram de hora em hora no CryptoNow:

 

Horários

Criptomoedas

Variações (Hora)

24 horas Semana Preços (Dólar)
14h27 Render (RNDR)  - 0,85% + 3,91% - 5,06% US$ 10,5858

 

Coinex: Conheça a Coinex, Exchange Global de Criptomoedas, Simplficando sua Negociação de Cripto - Clique aqui!

 

Cotações da CoinMarketCap.

Criptomoedas

Solana (SOL) lidera recuperação do mercado

Analista prevê cotação em US$ 200 até o final de maio

sexta, 17 de maio, 2024 - 17:32

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

O token nativo da Solana (SOL) se destaca na recente recuperação do mercado de criptomoedas. Nesta sexta-feira (17), o SOL atingiu US$ 170, seu valor mais alto em mais de um mês, antes de recuar para US$ 168, segundo cotação do CoinMarketCap.  

O aumento representa um ganho de 5,7% nas últimas 24 horas e coloca o token mais de 40% acima da mínima recente do mercado de criptografia no início de maio, enquanto o Bitcoin (BTC) caiu para US$ 56 mil. 

De acordo com o CoinDesk, no período semanal, o ganho de 17% da Solana foi o maior entre os membros do índice de referência do mercado de criptografia CoinDesk 20 (CD20), ficando atrás apenas do Chainlink (LINK), que se beneficiou da notícia de uma parceria piloto de tokenização de fundos. 

"A força da SOL tem sido incrível nesta recuperação", destacou Daniel Choung, cofundador do fundo de hedge de ativos digitais Syncracy Capital, em um post no X, antigo Twitter. "É muito claro que esta ainda é a melhor negociação deste ciclo." 

O forte desempenho da Solana é atribuído a diversos fatores, como o movimentado comércio de meme coins, altos volumes de stablecoins e atividades em finanças descentralizadas (DeFi). 

Choung está entusiasmado com o futuro do SOL e disse que a criptomoeda pode alcançar US$ 200 até o final de maio.