domingo, 14 de abril, 2024

Exchanges

A+ A-

CommEx, sucessora da Binance na Rússia, anuncia o encerramento de suas operações

Site da CommEx será suspenso em 10 de maio

segunda, 25 de março, 2024 - 18:22

Redação MyCryptoChannel

A CommEx, plataforma que sucedeu a Binance na Rússia após a saída da exchange global do país em setembro de 2023, anunciou oficialmente o encerramento de suas operações. A partir desta segunda-feira (25), a plataforma interrompe os depósitos e novos registros. 

Em um post a empresa informou que os usuários precisam retirar imediatamente seus ativos para carteiras de terceiros. "Nós temos que anunciar a suspensão gradual das operações na plataforma CommEX," destacou a empresa.  

Na quinta-feira (28), será encerrado os serviços de negociação de futuros. No dia 2 de abril, haverá a suspensão da troca entre pares e no dia 23 de abril acontecerá o encerramento da plataforma de negociação spot. Somente no dia 10 de maio, o site da CommEx será suspenso.  

Após essa data, os usuários que mantiverem ativos na plataforma estarão sujeitos a uma taxa de gerenciamento de 1% sobre o valor total. "As contas de usuários que mantiverem ativos após 10 de maio de 2024 estarão sujeitas a uma taxa de gerenciamento de ativos de 1% dos ativos", ressalta o anúncio. 

A CommEx foi criada após a Binance vender seu negócio na Rússia para um grupo de investidores não identificados. A empresa operava de forma independente da Binance, mas alguns de seus membros principais eram ex-funcionários da exchange global. 

Exchanges

Crypto.com lança aplicativo de negociação de criptomoedas para varejo na Coreia do Sul

Expansão ocorre apesar do aumento das regulamentações no país

terça, 02 de abril, 2024 - 19:00

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

A Crypto.com, exchange centralizada de criptomoedas, anunciou o lançamento de seu aplicativo de negociação para investidores de varejo na Coreia do Sul. A plataforma estará disponível a partir de 29 de abril e oferecerá acesso a mais de 150 criptomoedas e tokens não fungíveis (NFTs). 

Em comunicado oficial, Eric Anziani, presidente e CEO da Crypto.com, destacou a importância do mercado sul-coreano para o crescimento da empresa: "Os reguladores sul-coreanos estão avançando cuidadosamente no setor e estamos ansiosos para continuar colaborando com eles para ajudar a crescer a indústria de forma responsável." 

A nova plataforma substituirá a exchange de criptomoedas OK-Bit, adquirida pela Crypto.com em 2022. A OK-Bit encerrará suas operações em 29 de abril, coincidentemente com o lançamento do aplicativo da Crypto.com. 

A expansão da Crypto.com na Coreia do Sul se dá em um momento de intensificação das regulamentações para exchanges de criptomoedas e seus executivos no país. A Unidade de Inteligência Financeira (FIU) da Coreia do Sul tem liderado essa mudança, anunciando medidas mais rigorosas para o setor.  

 

Exchanges

Volume de negociação na Upbit despenca após alta impulsionada pelo Bitcoin (BTC)

Exchange coreana viu volume de negociação de 24 horas despencar para US$ 3,8 bilhões

segunda, 01 de abril, 2024 - 18:44

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

A Upbit, uma das maiores exchanges de criptomoedas da Coreia do Sul, viu seu volume de negociação de 24 horas despencar para US$ 3,8 bilhões no início de abril, após alcançar uma alta histórica no início de março. 

No dia 5 de março, a Upbit registrou um volume de negociação de 24 horas de quase US$ 15 bilhões, o maior do ano. Essa alta coincidiu com a nova máxima histórica do Bitcoin (BTC) de US$ 69.200. 

Na Coreia do Sul, o BTC atingiu um valor ainda mais alto, cerca de US$ 72.504 na Upbit, impulsionado por grandes investimentos em novos fundos negociados em bolsa (ETFs) de Bitcoin. Essa disparidade em relação ao preço global ficou conhecida como "Kimchi Premium". 

Após a euforia de março, o volume de negociação na Upbit caiu drasticamente. Em 31 de março, o volume chegou a US$ 2,6 bilhões, e no dia 1º de abril, se situava em US$ 3,8 bilhões. Essa queda acompanha uma tendência geral de retração no mercado de criptomoedas. 

A Dunamu, empresa controladora da Upbit, reportou uma queda de 81% nos lucros líquidos em 2023, atribuindo-a à "lentidão do mercado de investimentos" e à queda nos preços das criptomoedas.