domingo, 16 de junho, 2024

Artigo

A+ A-

ARTIGO: Por que finanças descentralizadas podem ser alternativa ao sistema bancário?

Em 2022, o Brasil foi classificado como quinto maior país em transações de criptomoedas, impulsionando-o como moeda legal

terça, 11 de abril, 2023 - 13:47

Redação MyCryptoChannel

Por Hajra M.

Com o recente fiasco do SVB (Silicon Valley Bank), uma onda de choque do passado ressurgiu. Criando dinheiro do nada, sem verificação. Quanto mais ar encher o balão, maior a probabilidade de ele estourar. Dois ou três investimentos ruins não causam estragos, mas brincar com o dinheiro dos outros, sim.

Quando abordado da perspectiva dos mercados financeiros, isso significa que um efeito de gotejamento alarmante está chegando. O sistema bancário está interligado por meio de uma rede de serviços, então um colapso de grandes bancos tende a iniciar o efeito dominó.

Uma breve recapitulação do que aconteceu: O SVB é um banco de grande porte que detinha US$ 175 bilhões em depósitos de clientes e US$ 209 bilhões em ativos totais. Ele fornece serviços bancários para vários clientes em start-ups e empresas de capital de risco. O banco faliu após investimentos fracassados e grandes saques. Foi fechado pelos reguladores financeiros no dia 10 de março.

O obstáculo de depender de moedas tradicionais é a falta de regulamentação de fundo. O sistema estará ditando a quantidade de dinheiro para criar e manter o dumping na economia. Isso é mergulhar no comportamento antiético quando o sistema começa a se desviar de seu propósito.

Criptomoedas resolvem problemas criados pelo sistema bancário?

As criptomoedas não podem substituir completamente o sistema bancário tradicional, mas pode ser usado para cobrir algumas deficiências. O dinheiro descentralizado ainda apresenta volatilidade e flutuações repentinas. Os regulamentos para esse tipo de dinheiro ainda não existem. No entanto, oferece segurança de ativos e uso indevido de dinheiro para depósito. Existe um forte sistema de verificação com dinheiro descentralizado.

A boa notícia é que várias instituições financeiras em todo o mundo começaram a adotar a criptomoeda, bem como a tecnologia blockchain para melhorar seus métodos e técnicas existentes. 

Em 2022, o Brasil foi classificado como o quinto maior país em transações de criptomoedas, impulsionando-o como moeda legal. O Nubank, uma das maiores plataformas para todas as coisas relacionadas ao banco digital, lançou sua própria plataforma de negociação de criptomoedas. Embora funcione em todo o mundo, é especialmente útil para investidores latino-americanos, que podem comprar e vender criptomoedas.

Muitos países de baixa renda começaram a depender das criptomoedas como forma de pagamento de remessa. O agregado desses valores é de apenas 1%, e espera-se que cresça exponencialmente.

Obviamente, nem é preciso dizer que as cadeias de blocos e as criptomoedas não são soluções únicas para problemas bancários, elas ainda estão evoluindo dia a dia, o processo está sendo reiterado.

Novos desenvolvimentos estão em andamento para melhorar essa tecnologia. Ele pode ser usado juntamente com o sistema bancário tradicional para corrigir as deficiências e evitar julgamentos errôneos e míopes no futuro. Com este método, melhores requisitos regulatórios serão implementados. Se não hoje, talvez amanhã, a criptomoeda será a nova norma.

Os fornecedores e os mercados financeiros terão que aceitar novas formas de fazer as coisas e regulamentações mais rígidas para proteger o interesse do indivíduo e manter a confiança entre organizações governamentais e empresas.

Em nenhum momento, os mercados de capitais integrarão a criptomoeda como qualquer forma regular de pagamento. Como a moeda tradicional falha em resolver problemas de confiança e uso indevido de dinheiro para obter lucro.

A opinião e as informações contidas neste artigo são responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, a visão da MyCryptoChannel

Geral

Starship da SpaceX é lançado em quarto voo de teste

Objetivo do teste era realizar uma reentrada atmosférica bem-sucedida

quinta, 06 de junho, 2024 - 16:26

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

O foguete Starship da SpaceX completou com sucesso seu quarto voo de teste nesta quinta-feira (6), decolando do sul do Texas e realizando uma reentrada atmosférica controlada no Oceano Índico, superando um obstáculo que resultou em falha na última tentativa. 

A espaçonave da empresa do Elon Musk é de dois estágios, composta pela nave Starship montada sobre o foguete de propulsão Super Heavy, decolou do local de lançamento Starbase da empresa, próximo a Boca Chica Village, no sul do Texas.  

Aproximadamente três minutos após o início do voo, a dezenas de quilômetros acima do solo, o primeiro estágio do sistema de foguetes, o Super Heavy, se separou do estágio superior Starship, impulsionando a nave. O Super Heavy retornou à Terra e realizou um pouso suave no Golfo do México. 

Enquanto isso, o Starship acionou seus próprios motores e iniciou uma viagem de cerca de 90 minutos ao redor do globo em direção ao Oceano Índico. O principal objetivo da missão era superar a reentrada atmosférica, etapa na qual a nave falhou em março deste ano. 

O Starship, com quase 122 metros de altura e projetado para ser mais barato e potente que o Falcon 9, carro-chefe da empresa. A Nasa planeja utilizar o Starship nos próximos anos para pousar os primeiros astronautas na Lua desde 1972. 

 

 

Geral

Inscrições do Enem 2024 estão abertas até 7 de junho

Governo anunciou prazo extra para o Rio Grande do Sul

segunda, 27 de maio, 2024 - 16:10

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024 começaram nesta segunda-feira (27). Os interessados em participar do exame que dá acesso à educação superior em todo o país devem se inscrever na Página do Participante até o dia 7 de junho. 

Esse prazo também é válido para solicitar atendimento especializado e tratamento por nome social.  As provas do Enem serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, em todas as 27 unidades da Federação pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).  

Para realizar a inscrição, é necessário acessar a Página do Participante com o login único do Gov.br. Caso não lembre da senha, os interessados devem seguir as instruções na plataforma para recuperá-la. 

Taxa do Enem  

A pessoa que não for isento, deverá pagar a taxa de inscrição de R$ 85, até o dia 12 de junho e pode ser paga por boleto (gerado na Página do Participante), Pix, cartão de crédito, débito em conta corrente ou poupança (a depender do banco).  

A aprovação da isenção da taxa ou da justificativa de ausência no Enem 2023 não garante a inscrição automática no Enem 2024. É necessário realizar a inscrição no exame para participar. 

Nome social no Enem  

Sobre o nome social, não será necessário enviar documentos comprobatórios para utilizar o nome social no momento da inscrição. Segundo publicação do Governo Federal, “travestis, transexuais ou transgêneros receberão esse tratamento automaticamente, de acordo com os dados cadastrados na Receita Federal”.  

Parra isso “antes de se inscrever, o participante deverá verificar as informações pessoais, junto à Receita, e, se for o caso, atualizá-las.” 

Prazo extra para o Rio Grande do Sul 

Devido a situação de calamidade pública do Rio Grande do Sul, os participantes do estado terão isenção da taxa de inscrição garantida. Além disso, os moradores do RS terão um prazo extra para se inscrever.  

Publicação do Governo ainda afirma que o “Ministério da Educação (MEC) trabalha em um novo calendário para esse público”.