sexta, 12 de julho, 2024

SEC

A+ A-

Uniswap Labs contesta a SEC em resposta a possível ação judicial

Empresa argumenta que a ação da SEC pode minar o potencial inovador das finanças descentralizadas (DeFi)

terça, 21 de maio, 2024 - 17:30

Redação MyCryptoChannel

A Uniswap Labs, empresa por trás da popular bolsa descentralizada Uniswap, apresentou sua resposta oficial à Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos EUA, após ser notificada de uma possível ação de execução pelo regulador.  

A empresa argumenta que as alegações da SEC são fracos, ameaçam a inovação no setor de finanças descentralizadas (DeFi) e podem prejudicar os consumidores. 

“As teorias agressivas da SEC são um esforço para expandir a sua jurisdição para além das bolsas, para a tecnologia das comunicações – e para além dos valores mobiliários, para todos os mercados”, afirmou a empresa em uma postagem no blog nesta terça-feira (21).  

A resposta contesta as alegações da SEC no mês passado de que o token UNI da Uniswap é um título e que a empresa atua como um corretor não registrado. A Uniswap argumentou que “não resiste a um escrutínio”. 

Comparando-se às exchanges centralizadas, a Uniswap destaca que seu modelo é distinto. Como os usuários mantêm a custódia de seus fundos durante as transações e interagem por meio de contratos inteligentes automatizados, a Uniswap afirma não atuar como intermediária, não efetuando ou liquidando transações. 

“Em todos os momentos, um usuário da interface controla os principais aspectos da transação, e os ativos criptográficos de um usuário permanecem autocustódia em sua própria carteira até que o usuário execute a troca”, argumentou a empresa. 

A Uniswap também contesta a afirmação da SEC de que os tokens de pool de liquidez (LP) são títulos. Estes tokens representam a participação dos usuários na provisão de ativos aos contratos inteligentes da bolsa, permitindo a negociação por meio de pools de liquidez. 

Para finalizar, a Uniswap afirmou que estão confiantes de que o trabalho deles está do lado certo da história e que SEC não deveria dedicar os seus recursos financiados pelos contribuintes para abrir um processo contra nós. 

“Defenderemos o direito de usar e distribuir código de uso geral que desafie as empresas estabelecidas a atualizar, adaptar e competir. Assim, enquanto a nossa equipa jurídica assume esta luta pela inovação e liberdade financeira americana, continuaremos a fazer o que fazemos de melhor: construir”, completou a empresa.  

SEC

Terraform Labs encerrará operações após acordo bilionário com a SEC

Empresa de blockchain entrega controle à comunidade após acordo de US$ 4,47 bilhões com a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA

quinta, 13 de junho, 2024 - 18:45

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

O CEO da Terraform Labs, Chris Amani, anunciou na quarta-feira (12) que a empresa encerrará suas atividades após chegar a um acordo de US$ 4,47 bilhões com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC). 

Esse encerramento inclui a venda de projetos-chave dentro do ecossistema Terra e a transferência do controle da blockchain Terra para a comunidade. 

A Terraform Labs  "sempre teve a intenção de se dissolver em algum momento, e esse momento é agora. Vamos encerrar as operações completamente”, disse  Amani. “Estávamos bem-posicionados para acelerar as coisas se tivéssemos vencido o julgamento, mas, infelizmente, perdemos e, como resultado, não podemos mais operar." 

O acordo com a SEC implica a devolução de US$ 3,58 bilhões — desistindo dos lucros obtidos de forma ilícita ou antiética — além de uma multa civil de US$ 420 milhões. 

 A empresa decidiu encerrar suas operações sob a liderança de Amani, que assumiu o cargo após Do Kwon, em julho de 2023. Amani confirmou a intenção de queimar as participações investidas e não investidas da empresa após entrar no lugar de Do Kwon.  

Criptomoedas

Terraform Labs concorda em pagar US$ 4,47 bilhões à SEC

Do Kwon, ex-CEO da Terraform Labs, assume a responsabilidade por uma parcela significativa das reparações

quarta, 12 de junho, 2024 - 18:10

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Em um acordo com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), a Terraform Labs, empresa responsável pelo desenvolvimento do ecossistema Terra (LUNA), concordou em pagar aproximadamente US$ 4,47 bilhões em reparações.  

O acordo visa reparar os danos causados aos investidores pelo colapso do TerraUSD (UST) e da Luna (LUNA). As reparações totais incluem multas de restituição de aproximadamente US$ 3,6 bilhões, uma multa civil de US$ 420 milhões e juros de pré-julgamento de quase US$ 467 milhões. 

O ex-CEO da Terraform Labs, Do Kwon, assume a maior parte da responsabilidade financeira, sendo responsável por US$ 110 milhões em multas de restituição, US$ 80 milhões em multas civis e aproximadamente US$ 14,3 milhões em multas de juros de pré-julgamento.  

Segundo o pedido de acordo, "o pagamento das reparações monetárias contra Kwon será considerado satisfeito, desde que todas as transferências de Kwon para a SEC e para o espólio de falência da Terraform no Caso de Falência totalizem não menos que US$ 204.320.196”.  

Além disso, todos os criptoativos pertencentes à Luna Foundation Guard e as participações em tokens Pyth Network (PYTH) de Kwon serão transferidos para cobrir o custo das multas de restituição e juros de pré-julgamento. 

A SEC processou a Terraform Labs em 2023. A acusação dizia que a empresa e seu fundador, Do Kwon, venderam valores mobiliários não registrados e enganaram os investidores quanto à estabilidade do UST e da LUNA.