domingo, 16 de junho, 2024

Investimento

A+ A-

Ministério da Comunicação libera mais de R$ 61 milhões para projetos de IA, blockchain e Web3

Valores disponibilizados serão divididos em três anos para o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações

quinta, 06 de abril, 2023 - 12:25

Redação MyCryptoChannel

Segundo um relatório aprovado pelo (CGF) Conselho Gestor do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações, o Ministério da Comunicação disponibilizou R$ 61,6 milhões para investimentos da Funttel (Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações). O acordo foi divulgado no Diário Oficial da União na última terça-feira (4).

Os valores disponibilizados serão divididos em três anos para o CPQD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações). Em 2023, a instituição terá acesso a R$ 18,2 milhões. No ano seguinte, R$ 24,8 mi. Por fim, em 2025, o caixa para pesquisa será de R$ 18,6 milhões.

O financiamento tem como foco desenvolver a utilização de novos meios de tecnologia, como projetos de IA, blockchain e Web3 direcionado à segurança e privacidade, como a contração do 5G na saúde.

As informações foram disponibilizadas pelo CoinTelegraph.

Web3

Telefónica e Chainlink se unem para combater ataques de SIM swap e proteger transações Web3

Integração utiliza a API de SIM swap do GSMA Open Gateway e a tecnologia de oráculos da Chainlink

sexta, 16 de fevereiro, 2024 - 10:15

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Telefónica, gigante espanhola de telecomunicações, e a Chainlink, provedora de oráculos Web3, anunciaram uma parceria estratégica para fortalecer a segurança contra ataques de SIM swap, uma técnica de hacking que visa roubar dados e acessar contas online. 

A colaboração permitirá a "conexão segura" de contratos inteligentes com APIs do GSMA Open Gateway, possibilitando a verificação de dados de diferentes fontes através da Chainlink. Essa integração garante que o cartão SIM de um dispositivo não tenha sido alterado sem autorização, protegendo as transações blockchain e adicionando uma camada de segurança contra fraudes. 

A iniciativa marca o "primeiro caso de uso" da API de SIM swap do GSMA Open Gateway, posicionando a Telefónica como líder na implementação de soluções Web3. Yaiza Rubio Viñuela, diretora de metaverso da empresa, destaca que essa parceria permitirá à Telefónica estar na vanguarda da "web do futuro", ao lado dos desenvolvedores que moldam essa nova era da internet. 

Essa não é a primeira iniciativa Web3 da Telefónica no Web3. Em 2022, a empresa integrou pagamentos com Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e outras criptomoedas em seu mercado online, e recentemente se uniu à Nova Labs para reduzir custos de infraestrutura e expandir a cobertura no México utilizando a tecnologia blockchain. 

NFTs

Habbo entra na era da Web3 com Colecionáveis Habbo: Armários de Colecionador

Ferramenta permite conversão de itens do jogo em NFTs

segunda, 05 de fevereiro, 2024 - 13:57

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

O Habbo, uma comunidade virtual global com mais de 300 milhões de usuários, anunciou os "Colecionáveis Habbo: Armários de Colecionador". Esta nova ferramenta permite a conversão de itens colecionáveis do jogo em NFTs (Tokens Não Fungíveis), marcando uma transição para práticas digitais.  

 

 

Segundo comunicado, com essa iniciativa, o Habbo não está apenas concedendo aos seus jogadores a total propriedade de seus itens, mas também está fornecendo a eles uma maneira confiável e segura de negociar seus itens por dinheiro real. 

 

 

“Esta transição, e todas as mudanças que a acompanham, é uma resposta direta aos desafios enfrentados pela base de jogadores. Este movimento oferece uma solução robusta, transparente e definitiva para a negociação de itens”, disse o comunicado.  

 

 

Essa iniciativa coloca o Habbo na vanguarda da transição para a Web3, abrindo caminho para uma transformação no futuro dos jogos. A adoção desta tecnologia inovadora é um indicador claro do potencial que a Web3 tem para revolucionar não apenas a operação dos jogos, mas também como será percebida e valorizada no futuro.