domingo, 16 de junho, 2024

Cibercrimes

A+ A-

Violação de dados no CoinGecko expõe informações de mais de 1,9 milhão de usuários

Invasor já enviou mais de 23 mil e-mails de phishing

sexta, 07 de junho, 2024 - 18:34

Redação MyCryptoChannel

O agregador de dados de criptomoedas CoinGecko confirmou uma violação de dados em sua plataforma de gerenciamento de e-mails de terceiros, a GetResponse. A falha de segurança expôs as informações de contato de mais de 1,9 milhão de usuários do CoinGecko, aumentando o risco de ataques de phishing e golpes de criptomoedas. 

A violação, que ocorreu no dia 5 de junho, foi causada pelo comprometimento da conta de um funcionário da GetResponse. O invasor obteve acesso aos dados de contato dos usuários, incluindo nomes, endereços de e-mail, endereços IP, localização das aberturas de e-mail e outros metadados. 

Embora as contas e senhas dos usuários do CoinGecko permaneçam seguras, o invasor já enviou mais de 23 mil e-mails de phishing.  

Esses e-mails pretendem enganar os usuários para que revelem informações confidenciais, como chaves privadas de carteiras de criptomoedas, ou para que enviem fundos para endereços falsos. 

O relatório HackHub 2024 da Merkle Science revela que mais de 55% dos ativos digitais hackeados em 2023 foram perdidos devido a vazamentos de chaves privadas.  

 

 

Cibercrimes

Perdas por fraudes e hacks em criptomoedas diminuem 12% em maio em comparação com 2023

Relatório da Immunefi também aponta que explorações caíram 28% em relação a abril

sexta, 31 de maio, 2024 - 11:01

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

As perdas por fraudes e hacks em criptomoedas no mês de maio apresentaram uma queda de 12% em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo um relatório da empresa de segurança blockchain Immunefi publicado na quinta-feira (30). 

O total de perdas no mês passado foi de US$ 52 milhões, abaixo dos US$ 59 milhões registrados em maio de 2023. Esse valor também representa uma queda de 28% em relação ao mês anterior, abril de 2024. 

O relatório da Immunefi mostra uma tendência observada nos últimos meses: a diminuição das perdas causadas por hacks e fraudes na indústria Web3. Em março deste ano, a empresa divulgou outro relatório apontando uma queda de 23% nas perdas do primeiro trimestre de 2024 em comparação com o mesmo período do ano passado.  

A Immunefi aponta que a maior parte das perdas do mês passado se concentrou em dois ataques específicos. O primeiro foi um hack no protocolo de jogos Web3 Gala Games, que resultou em um prejuízo de aproximadamente US$ 21 milhões. 

 Já o segundo foi uma exploração de contrato inteligente na plataforma Sonne Finance, que causou perdas de US$ 20 milhões. Esses dois ataques representaram 78% do total de perdas do mês. 

Quanto às redes mais visadas pelos invasores, Ethereum e BNB Smart Chain foram as principais, atraindo 62% dos ataques em maio.  A fraude, por sua vez, continuou a representar uma parcela minoritária das perdas totais, com apenas US$ 1,7 milhão, ou 13,6% do total. As outras perdas foram causado por hacks e explorações. 

Cibercrimes

Juiz de Nova York garante acordo de US$ 2 bilhões entre Genesis e procuradora-geral

Fundo de vítimas será criado para auxiliar investidores que perderam dinheiro no programa Gemini Earn

segunda, 20 de maio, 2024 - 16:03

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Um juiz de falências de Nova York aprovou um acordo de US$ 2 bilhões entre o gabinete da procuradora-geral do estado e a Genesis, credora de criptomoedas, nesta segunda-feira (20).  

O acordo representa a maior reparação já obtida contra uma empresa de criptoativos na história do estado e beneficiará investidores de Nova York que foram vítimas de fraude e manipulação.  

"Quando os investidores sofrem perdas devido a fraude e manipulação, eles merecem ser curados", informou a procuradora-geral Letitia James em um comunicado. "Este acordo histórico é um passo importante para garantir que as vítimas que investiram na Genesis tenham uma aparência de justiça." 

O acordo, que foi aprovado pelo juiz Sean Lane do Tribunal de Falências dos EUA no Distrito Sul de Nova York, inclui a criação de um fundo de vítimas para ajudar os investidores de Nova York que contribuíram com mais de US$ 1,1 bilhão para o Genesis por meio do programa Gemini Earn.  

O programa, lançado em 2021 em parceria com a exchange Gemini, prometia aos investidores retornos anuais de até 7,4%.