sábado, 02 de março, 2024

Criptomoedas

A+ A-

KRYP.TOOLS promove evento de criptomoedas e Web3 nesta semana

Plataforma é uma das responsáveis pelo WEB3 LATAM, onde serão apresentadas tendências do mercado na América Latina

segunda, 17 de abril, 2023 - 14:27

Redação MyCryptoChannel

evento “WEB3 LATAM: Tendências do Mercado de Criptomoedas e Web3 na América Latina"acontecerá na próxima quarta-feira (18), em São Paulo. Entre as empresas organizadoras está a KRYP.TOOLS, plataforma de SaaS (Software as a Service) e única para quem já investe em cripto ativos, gerência ou negocia carteiras em mais de uma conta, ou usa diversas exchanges.

Segundo o consultor Maurício Zanetti, CEO da KRYP.TOOLS, existem muitas dúvidas sobre o mercado de criptomoedas, por isso o evento será uma oportunidade de ampliar a educação sobre o tema.

A empresa será patrocinadora e também co-realizadora da iniciativa. “Entre os temas abordados nas palestras estarão: a regulação de criptomoedas na América Latina; desafios e oportunidades para investimento em ativos digitais; tokenização e perspectivas futuras”, conta.

O painel "Aspectos técnicos e financeiros de ativos digitais para decisão sobre investimento”, que contará com a participação de Zanetti, tem como intuito ressaltar a importância de realizar uma análise técnica dos criptoativos, antes da decisão de investimento, além da análise de mercado como interpretação de gráficos, tabelas, liquidez e diversos outros pontos importantes para o setor.

Entre os grandes nomes presentes no evento, além do próprio Maurício Zanetti (CEO da KRYP.TOOLS), estarão Lucas Schoch (CEO e fundador do bitfy), Guto Antunes (Head do Itaú Digital Assets), Evelyne Yao (Pesquisadora na FGV), Humberto Andrade (Business Developer na LATAM), além de outras referências na área de cripto.

O evento é gratuito, mas as vagas são limitadas. As palestras devem acontecer das 10h às 17h e, após o término, haverá um happy hour com muito networking. As outras empresas que participam da organização do evento são a ChainUp e a LBank.

Criptomoedas

Cartões de criptomoedas podem ser o futuro do pagamento digital no Brasil?

Falta de regulamentação e volatilidade dos ativos podem desafiar nova mobilidade no país

terça, 31 de outubro, 2023 - 16:02

Ana Beatriz Rodrigues

Continue Lendo...

No Brasil, foram emitidos cerca de 450 milhões de cartões de crédito e débito nos últimos dez anos, segundo relatório do Dinheiro Sem Plástico. Além disso, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) apontou que 52 milhões de brasileiros usam o cartão de crédito como forma de pagamento.

 

Esses dados apontam para a dependência da população do Brasil para cartões. Nesse contexto, surgem os cartões de criptomoedas, que podem armazenar os criptoativos dos brasileiros e se tornarem uma alternativa para cartões convencionais.  

 

Como funciona um cartão de criptomoeda? 

Esse novo modelo pode ser usado da mesma maneira que os cartões tradicionais. Um levantamento da Binance de junho mostra que os locais no qual os brasileiros mais usam essa forma de pagamento são em supermercados e em pequenos mercados. 

 

O vice-presidente, chefe de inovação e design da Visa, Akshay Chopra, disse em entrevista no início de outubro de 2023 que os cartões com criptoativos viabilizaram o volume de US$ 3 bilhões em pagamentos.

 

A maior diferença entre essas modalidades é que o cartão tradicional são baseados em moedas fiduciárias, como o real brasileiro e o dólar. Em contrapartida, a outra tecnologia utiliza as criptomoedas para fazer os pagamentos. Esse novo método pode trazer diversas vantagens para os usuários. 

 

A professora de contabilidade da ESEG (Faculdade do Grupo Etapa), Marina Prieto, conta que o pagamento com esses cartões funcionam de modo bem simples. Ela disse que “uma vez que as criptomoedas estão na carteira associada ao cartão, os usuários podem usá-lo para fazer compras em estabelecimentos que aceitam cartões de débito ou crédito”.

 

O valor da compra é automaticamente convertido em moeda fiduciária no momento da transação, permitindo que você gaste suas criptomoedas como se fosse dinheiro tradicional”, completou Marina. 

 

Para ter um cartão de criptomoedas, os usuários precisam se cadastrar em empresas que oferecem esse serviço. Desse modo, eles também precisam ter criptomoedas para realizar as transações em comércios. 

 

Marina explica que “os usuários podem verificar o saldo de criptomoedas em sua carteira associada ao cartão e recebem extratos de transações, que incluem detalhes sobre as conversões de criptomoedas em moeda fiduciária. Quando o saldo de criptomoedas fica baixo, os usuários podem carregar sua carteira associada ao cartão com mais criptomoedas”.

 

Modalidade no Brasil 

Segundo a professora de contabilidade da ESEG, essa modalidade poderia auxiliar no crescimento econômico do Brasil. 

 

Em relação à economia brasileira, os cartões de criptomoedas podem ajudar a incentivar o uso de criptomoedas no país, o que poderia facilitar transações internacionais, atrair investimentos estrangeiros e proporcionar opções financeiras alternativas”.

 

Apesar das vantagens da nova forma de pagamento, os cartões de criptomoedas não estão inseridos em um cenário otimista no Brasil. Em agosto deste ano, a Binance anunciou que encerraria o serviço no território brasileiro. Além disso, os cartões Binance Card não seriam mais fornecidos em toda a América Latina e Oriente Médio. 

 

Marina ressalta que existem muitos desafios associados ao uso da tecnologia do Brasil. Para ela, a falta de clareza regulatória no país pode afetar esse crescimento que poderia ser vantajoso.

 

A falta de regulamentação clara pode criar incerteza e riscos para os usuários de cartões de criptomoedas, a volatilidade das criptomoedas pode tornar o uso de cartões de criptomoedas arriscado para gastos cotidianos e uma aceitação limitada, pois muitos estabelecimentos ainda não aceitam criptomoedas como forma de pagamento, o que limita a utilidade desses cartões”, explicou. 

 

A professora de contabilidade da ESEG (Faculdade do Grupo Etapa) diz que o futuro dos cartões de criptomoedas no Brasil depende da evolução das regulamentações governamentais e da aceitação generalizada de criptomoedas na sociedade brasileira. 

 

À medida que as criptomoedas se tornam mais comuns e as regulamentações se estabelecem, é possível que os cartões de criptomoedas desempenhem um papel mais significativo na economia do país”, completou. 

 

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que o mercado de cartões passará por mudanças nos próximos anos no Brasil. Neto explicou sobre o Pix, o Drex e outras iniciativas do BC.

Criptomoedas

DataCrypto: saiba mais sobre Bitcoin (BTC) em US$ 35 mil e esperança da aprovação de ETF

Confira os principais fatores que influenciaram o mercado das criptomoedas nesta semana

segunda, 30 de outubro, 2023 - 07:15

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Bom dia! Bem-vinda e bem-vindo ao DataCrypto. Te atualizamos semanalmente sobre as cotações das principais criptomoedas do mercado.
 

Segunda-feira (23)

Na segunda-feira (23), o mercado começou a semana com estabilidade enquanto o setor aguardava divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do 3T23 dos Estados Unidos e a análise da inflação medida pelo PCE (Índice de Preços para Gastos de Consumo Pessoal). 

O Bitcoin (BTC) teve um dia com muitos avanços e chegou a ser negociado em US$ 34.029,77 por volta das 19h45. Já o Ethereum (ETH) teve um dia com oscilações, tendo sido cotado em US$ 1665,73 às 10h35. 


Compare os valores das duas maiores criptomoedas na segunda-feira conforme os horários. 

 

Horários

Bitcoin

Ethereum
7h54 US$ 30.547,32 US$ 1.674,45
9h03 US$ 30.655,64 US$ 1.677,26
10h04 US$ 30.649,23 US$ 1.676,28
11h13 US$ 30.666,00 US$ 1.677,01
12h11 US$ 30.854,73 US$ 1.683,57
12h47 US$ 30.875,06 US$ 1.680,10
13h57 US$ 31.300,58 US$ 1.693,52
14h56 US$ 31.056,74 US$ 1.690,07
15h46 US$ 30.835,49 US$ 1.690,07

Sobre as outras criptomoedas do mercado, segundo a tabela do CryptoNow, produzida pela equipe da MyCryptoChannel, a Mina (MINA) obteve o maior avanço por volta das 13h5, valorizando 6,88%. A MINA é seguida da Injective (INJ) e Pepe (PEPE).

Horários

Criptomoedas

Variações 

Preços (Dólar)
7h54 Immutable (IMX) + 1,79% US$ 0,6006
9h03 Bitcoin SV (BSV) + 1,43% US$ 51,73
10h04 Injective (INJ) + 5,94% US$ 10,30
11h13 Neo (NEO) + 1,07% US$ 7,52
12h11 Injective (INJ) + 1,70% US$ 10,47
12h47 Stacks (STX) + 1,92% US$ 0,6554
13h57 Mina (MINA) + 6,88%, US$ 0,4599
14h56 Rocket Pool (RPL) + 4,25% US$ 21,80
15h46 Pepe (PEPE) + 4,34% US$ 0,0000007847

 

Por outro lado, a criptomoeda que mais se desvalorizou no dia foi a Chainlink (LINK) com quedas de 2,36% por volta das 10h04.

 

Horários

Criptomoedas

Variações 

Preços (Dólar)
7h54 Huobi Token (HT) - 0,74% US$ 2,30
9h03 KuCoin Token (KCS) - 1,79% US$ 4,52
10h04 Chainlink (LINK) - 2,36% US$ 9,99
11h13 GMX (GMX) - 1,56% US$ 39,99
12h11 Neo (NEO) - 0,96% US$ 7,44
12h47 Lido DAO (LDO) - 1,78% US$ 1,74
13h57 Injective (INJ) - 0,82% US$ 10,58
14h56 Injective (INJ) - 2,31% US$ 10,34
15h46 THORChain (RUNE) - 1,61% US$ 2,05

 

Terça-feira (24)

Na terça-feira (24), o mercado apresentou estabilidade enquanto o mercado observava a possibilidade de aprovação de ETFs de Bitcoin. Além disso, o mundo ainda aguardava a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do 3T23 dos Estados Unidos. 

Nesse dia, o Bitcoin (BTC) apresentou diversas quedas e por volta das 13h, o ativo caiu 2,28% e foi negociado em US$ 33.774,58. O Ethereum (ETH) acompanhou a estabilidade do mercado e chegou a ser negociado em US$ 1.852,28 às 9h45. 

Compare os valores das duas maiores criptomoedas na segunda-feira conforme os horários. 

Horários

Bitcoin

Ethereum
7h54 US$ 34.448,13 US$ 1.829,37
9h03 US$ 34.575,91 US$ 1.848,98
10h14 US$ 34.370,92 US$ 1.826,52
11h09 US$ 34.383,18 US$ 1.826,52
12h08 US$ 34.533,09 US$ 1.828,26
13h09 US$ 33.774,58 US$ 1.782,22
14h56 US$ 33.864,81 US$ 1.779,85
15h57 US$ 33.794,13 US$ 1.776,88

 

Sobre as outras criptomoedas do mercado, segundo a tabela do CryptoNow, produzida pela equipe da MyCryptoChannel, a Mina (MINA) obteve o maior avanço por volta das 9h03, valorizando 15,48%. A MINA é seguido da dYdX (DYDX) e XRP (XRP). 

Horários

Criptomoedas

Variações 

Preços (Dólar)
7h54 Mina (MINA) + 5,29% US$ 0,7832
9h03 Mina (MINA) + 15,48% US$ 0,8994
10h14 XRP (XRP) + 3,17% US$ 0,5709
11h09 Flow (FLOW) + 2,79% US$ 0,5292
12h08 dYdX (DYDX) + 5,40% US$ 2,41
13h09 Tether Gold (XAUt) + 0,23% US$ 1.972,71
14h56 Lidor DAO (LDO) + 2,30% US$ 1,79
15h57 THORChain (RUNE) + 1,31% US$ 2,16

 

Por outro lado, mesmo com avanços, a criptomoeda que mais se desvalorizou no dia foi a Mina (MINA) com quedas de  8,00% por volta das 13h09.

Horários

Criptomoedas

Variações

Preços (Dólar)
7h54 Lido DAO (LDO) - 1,95% US$ 1,79
9h03 Sui (SUI) - 1,03% US$ 0,4498
10h14 Mina (MINA) - 5,23% US$ 0,8449
11h09 Pepe (PEPE) - 3,24% US$ 0,0000009494
12h08 Mina (MINA) - 2,22% US$ 0,8197
13h09 Mina (MINA) - 8,00% US$ 0,7492
14h56 dYdX (DYDX) - 2,91% US$ 2,37
15h57 Mina (MINA) 7,71% US$ 0,6844

 

Quarta-feira (25)

Na quarta-feira (25), o mercado das criptomoedas apresentou estabilidade à medida que o setor acompanhava a possibilidade de aprovação de ETFs de Bitcoin. Na Europa, o Deustche Bank divulgou números no terceiro trimestre do ano, registrando um lucro líquido atribuível de 1,030 bilhão de euros (US$ 1,090 bilhão). 

Esse foi um dia positivo para o Bitcoin (BTC) que chegou a ser negociado em US$ 35.116,22  às 13h15. A última vez que o ativo foi negociado nesse valor foi em maio de 2022. O Ethereum (ETH) acompanhou o Bitcoin e teve avanços de 0,87% às 12h03. 

Compare os valores das duas maiores criptomoedas na quarta-feira conforme os horários. 

Horários

Bitcoin

Ethereum
7h57 US$ 34.234,53 US$ 1.782,99
9h US$ 34.199,79 US$ 1.786,68
10h13 US$ 34.485,22 US$ 1.791,14
11h10 US$ 34.415,41 US$ 1.793,40
12h03 US$ 34.815,47 US$ 1.805,13
12h49 US$ 34.987,11 US$ 1.813,81
13h56 US$ 34.572,71 US$ 1.787,78
14h56 US$ 34.623,77 US$ 1.789,49
15h43 US$ 34.561,32 US$ 1.787,66
16h58 US$ 34.739,95 US$ 1.791,63
17h55 US$ 34.687,21 US$ 1.787,68
18h56 US$ 34.560,75 US$ 1.790,33

 

Sobre as outras criptomoedas do mercado, segundo a tabela do CryptoNow, produzida pela equipe da MyCryptoChannel, o Pepe (PEPE) obteve o maior avanço por volta das 10h13, valorizando  9,95%. O PEPE é seguido da Rocket Poll (RPL) e Mina (MINA). 

Horários

Criptomoedas

Variações

Preços (Dólar)
7h57 Mina (MINA) + 3,27% US$ 0,669
9h Solana (SOL) + 0,63% US$ 32,27
10h13 Pepe (PEPE) + 9,95% US$ 0,000001136
11h10 ApeCoin (APE) + 2,12% US$ 1,32
12h03 Pepe (PEPE) + 7,01% US$ 0,00000122
12h49 The Graph (GRT) + 6,91% US$ 0,1032
13h56 Terra Classic (LUNC) + 5,81% US$ 0,000064
14h56 Mina (MINA) + 5,13% US$ 0,691
15h43 Mina (MINA) + 6,87% US$ 0,7318
16h58 Rocket Poll (RPL)  + 8,54% US$ 26,60
17h55 Pepe (PEPE) + 1,51% US$ 0,000001185
18h56 Rocket Poll (RPL)  + 0,98% US$ 25,70

 

Por outro lado, a criptomoeda que mais se desvalorizou no dia foi a Rocket Poll (RPL) com quedas de 5,91% por volta das 17h55. 

Horários

Criptomoedas

Variações

Preços (Dólar)
7h57 Mantle (MNT) - 0,95% US$ 0,3757
9h Mantle (MNT) - 1,35% US$ 0,37
10h13 Oasis Network (ROSE) - 1,04% US$ 0,0487
11h10 Stacks (STX) - 2,95% US$ 0,6847
12h03 Injective (INJ) - 2,65% US$ 11,99
12h49 Pepe (PEPE) - 1,87% US$ 0,000001203
13h56 Sui (SUI) - 4,81% US$ 0,427
14h56 Terra Classic (LUNC) - 2,58% US$ 0,00006462
15h43 Terra Classic (LUNC) - 0,79% US$ 0,00006371
16h58 Mina (MINA) - 2,65% US$ 0,6991
17h55 Rocket Poll (RPL) + 5,91% US$ 25,41
18h56 Solana (SOL) + 1,51% US$ 32,21

 

Quinta-feira (26)

Na quinta-feira (26), o mercado das criptomoedas apresentou instabilidade,  à medida que o mercado acompanha com otimismo a possibilidade de aprovação de ETFs de Bitcoin. 

O Bitcoin (BTC) teve um dia estável e foi negociado em US$ 34.787,50 por volta das 00h35. Já o Ethereum (ETH) apresentou oscilações e terminou o dia cotado em US$ 1.791,07. 

Compare os valores das duas maiores criptomoedas na quinta-feira conforme os horários. 

 

Horários

Bitcoin

Ethereum
7h47 US$ 34.215,53 US$ 1.829,35
9h03 US$ 34.172,57 US$ 1.816,03
10h14 US$ 34.327,38 US$ 1.823,07
11h17 US$ 34.312,24 US$ 1.809,95
12h05 US$ 34.169,91 US$ 1.785,29
13h02 US$ 34.071,72 US$ 1.779,94
13h55 US$ 33.778,43 US$ 1.764,93
15h02 US$ 33.957,75 US$ 1,785,02
15h51 US$ 34.005,49 US$ 1.783,65
16h51 US$ 34.020,61 US$ 1.792,58
18h01 US$ 34.183,38 US$ 1.797,76
18h57 US$ 34.126,51 US$ 1.799,95

 

Sobre as outras criptomoedas do mercado, segundo a tabela do CryptoNow, produzida pela equipe da MyCryptoChannel, o FLOKI (FLOKI) obteve o maior avanço por volta das 15h02, valorizando 9,67%. O FLOKI é seguido da Pepe (PEPE) e THORChain (RUNE).

Horários

Criptomoedas

Variações 

Preços (Dólar)
7h47 Terra Classic (LUNC) + 1,58% US$ 0,00006575
9h03 Dogecoin (DOGE) + 1,75% US$ 0,07321
10h14 Pepe (PEPE) + 4,15% US$ 0,000001248
11h17 BitTorrent{New} (BTT) + 0,26% US$ 0,0000004069
12h05 UNUS SED LEO (LEO) + 0,53% US$ 3,99
13h02 Mantle (MNT) + 0,26% US$ 0,3738
13h55 FLOKI (FLOKI)  + 2,06% US$ 0,00003193
15h02 FLOKI (FLOKI) + 9,67% US$ 0,00003508
15h51 FLOKI (FLOKI) + 2,17% US$ 0,00003464
16h51 THORChain (RUNE) + 2,23% US$ 2,27
18h01 Pepe (PEPE) + 9,28% US$ 0,000001342
18h57 THORChain (RUNE) + 1,47% US$ 2,33

 

Por outro lado, o Pepe (PEPE) foi a criptomoeda que mais se desvalorizou nesse dia com queda de 5,16  às 18h56. 
 

Horários

Criptomoedas

Variações 

Preços (Dólar)
7h47 Pepe (PEPE) - 2,79% US$ 0,000001181
9h03 Gala (GALA) - 3,86% US$ 0,01916
10h14 Gala (GALA) - 1,73% US$ 0,01878
11h17 Pepe (PEPE) - 4,19% US$ 0,000001188
12h05 Bitcoin SV (BSV) - 5,05% US$ 46,88
13h02 Quant (QNT) - 2,28% US$ 10,18
13h55 Conflux (CFX) - 2,14% US$ 0,1481
15h02 Casper (CSPR) - 0,33% US$ 0,03276
15h51 UNUS SED LEO (LEO) - 1,44% US$ 3,92
16h51 Cardano (ADA) - 0,55% US$ 0,2846
18h01 KuCoinToken (KCS) + 0,30% US$ 4,59
18h57 Pepe (PEPE) - 5,16%. US$ 0,000001265

 

Sexta-feira (27)

O mercado das criptomoedas apresentou instabilidade apesar do mercado acompanhar com otimismo a possibilidade de aprovação de ETFs de Bitcoin. Além do setor esperar a análise da inflação medida pelo PCE (Índice de Preços para Gastos de Consumo Pessoal) dos Estados Unidos.

O Bitcoin (BTC) teve um dia com oscilações e chegou a ser negociado em US$ 33.619,47 às 15h56. O Ethereum (ETH) terminou a semana cotado em US$ 1.780,62. 

Compare os valores das duas maiores criptomoedas na sexta-feira conforme os horários. 

 

Horários

Bitcoin

Ethereum
7h48 US$ 34.102,97 US$ 1.785,59
8h58 US$ 34.050,03 US$ 1.781,89
10h02 US$ 34.137,59 US$ 1.794,02
11h09 US$ 34.074,35 US$ 1.785,75
11h55 US$ 33.909,37 US$ 1.775,90
12h57 US$ 33.978,84 US$ 1.781,84
14h US$ 33.860,57 US$ 1.772,25
14h58 US$ 33.626,25 US$ 1.762,36
15h56 US$ 33.619,47 US$ 1.765,59
16h58 US$ 33,678,51 US$ 1.774,02
18h US$ 33.833,43 US$ 1.781,30
18h58 US$ 33.852,49 US$ 1.780,62

 

Sobre as outras criptomoedas do mercado, segundo a tabela do CryptoNow, produzida pela equipe da MyCryptoChannel, o dYdX (DYDX) obteve o maior avanço por volta das 11h09, valorizando 5,73%. O dYdX é seguido da FLOKI (FLOKI) e Chiliz (CHZ).

Horários

Criptomoedas

Variações

Preços (Dólar)
7h48 Chiliz (CHZ) + 2,69% US$ 0,06562
8h58 Injective (INJ) + 2,61% US$ 12,82
10h02 dYdX (DYDX) + 3,95% US$ 2,37
11h09 dYdX (DYDX) + 5,73% US$ 2,48
11h55 Terra Classic (LUNC) + 3,78% US$ 0,00006616
12h57 Aptos (APT) + 2,43% US$ 6,66
14h FLOKI (FLOKI) + 4,74% US$ 0,0000368
14h58 Chainlink (LINK) + 2,65% US$ 11,21
15h56 Mina (MINA) + 0,81% US$ 0,6231
16h58 Chiliz (CHZ) + 1,62%, US$ 0,06378
18h Chainlink (LINK) + 1,23% US$ 11,23
18h58 Fantom (FTM) + 2,54% US$ 0,2316

Por outro lado, o FLOKI (FLOKI)  foi a criptomoeda que mais se desvalorizou nesse dia com queda de 5,72% às 14h58. 
 

Horários

Criptomoedas

Variações

Preços (Dólar)
7h48 Conflux (CFX) - 2,29% US$ 0,1596
8h58 Conflux (CFX) - 1,50% US$ 0,1566
10h02 FLOKI (FLOKI) - 1,27% US$ 0,00003764
11h09 FLOKI (FLOKI) - 2,42% US$ 0,00003643
11h55 Neo (NEO) - 2,40% US$ 8,89
12h57 Terra Classic (LUNC) - 0,83% US$ 0,00006472
14h dYdX (DYDX) - 2,90%. US$ 2,41
14h58 FLOKI (FLOKI)  - 5,72% US$ 0,0000348
15h56 Chainlink (LINK)  - 1,09% US$ 10,99
16h58 EOS (EOS)  - 0,30% US$ 0,6047
18h Neo (NEO) - 1,82% US$ 8,68
18h58 dYdX (DYDX) - 1,01% US$ 2,38