sexta, 12 de julho, 2024

Tokens

A+ A-

Cruzeiro Token distribui R$ 700 mil em retorno de transferências de atletas da base

Investidores que detinham CRZO até 2 de junho recebem R$0,89 por token

quarta, 05 de junho, 2024 - 14:08

Redação MyCryptoChannel

Torcedores e investidores que detinham Cruzeiro Token (CRZO) até o dia 2 de junho receberão R$0,89 por token na quinta-feira (6) totalizando R$700 mil distribuídos, segundo o Bitybank, banco digital especializado em criptoativos.  

Esse valor é resultado das transferências de quatro atletas formados nas categorias de base do Cruzeiro Esporte Clube, que renderam ao clube €127.190,79, aproximadamente R$700 mil. 

O Cruzeiro Token, lançado em junho de 2021, é um token de finanças descentralizadas (RWA) que permite que torcedores e investidores participem dos lucros gerados pelas transferências de jogadores da base do clube. Através do Mecanismo de Solidariedade da FIFA, parte do valor das transferências é repassada aos detentores de CRZO, proporcionando retornos financeiros. 

Os jogadores que foram transferidos são:  

  • Ederson José: Transferido do Salernitana (ITA) para o Atalanta BC (ITA) em 6 de julho de 2022. Pagamento efetuado em 9 de maio de 2024, totalizando € 31.105,63 (equivalente a R$170.978,32). 
  • Arthur Augusto: Transferido do América-MG para o Bayer 04 Leverkusen (ALE) em 1 de julho de 2023. Pagamento em 14 de maio de 2024, no valor de € 36.192,91 (equivalente a R$200.870,66). 
  • Bruno Viana: Transferido do SC Braga (POR) para o Coritiba em 1 de fevereiro de 2023. Primeiro pagamento em 15 de maio de 2023, no valor de € 9.986,40 (equivalente a R$55.423,64). Segunda remessa em 1 de junho de 2024, no valor de € 3.964,74 (equivalente a R$21.925,02). 
  • Igor Thiago: Transferido do Ludogorets (BUL) para o Club Brugge (BEL) em 1 de julho de 2023. Pagamento em 23 de abril de 2024, totalizando € 45.941,11 (equivalente a R$250.920,34). 

Para receber a distribuição, os investidores precisavam ter acumulado CRZO até o dia 2 de junho. Nesta distribuição, o retorno para cada token foi de 10,8%, considerando o preço do token na última quinta-feira, de R$8,19. 

Exchanges

CoinEx expande portfólio com novos tokens em meio à volatilidade do mercado de criptomoedas

Exchange diz que adição tem o compromisso de atender às necessidades e interesses em constante evolução de seus clientes

segunda, 03 de junho, 2024 - 16:47

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Após um mês marcado por volatilidade no mercado de criptomoedas, o crescimento de meme coins e a aprovação de ETFs de Ethereum (ETH), a CoinEx, anunciou nesta segunda-feira (3) a expansão de seu portfólio com novos tokens.  

Segundo comunicado, a exchange  a Coinex adicionou vários tokens populares à sua plataforma durante os últimos quinze dias do mês de maio “com o compromisso de atender às necessidades e interesses em constante evolução de seus clientes”.  

“Essas novas adições não apenas diversificam ainda mais a carteira de criptomoedas da empresa, mas também oferecem aos traders mais oportunidades para explorar e investir em projetos promissores”. 

Confira abaixo a lista dos novos tokens disponíveis na exchange:  

  • MOTHER (MOTHER IGGY) 
  • PEW (pepe in a memes world) 
  • LIME (iMe Lab) 
  • JENNER (Caitlyn Jenner) 
  • ANDY (ANDY) 
  • NYAN (Nyan Heroes) 
  • DECENTRALIZED (DECENTRALIZED) 
  • HLG (Holograph) 
  • SQD (Subsquid) 
  • JOY (Joystream) 
  • XAUT (Tether Gold) 
  • MOR (Morpheus) 
  • CTA (Cross The Ages) 
  • JOECOIN (Joe Coin) 
  • GOME (Game of Memes) 
  • MAGA (MAGA) 
  • WQUIL (Quilibrium) 
  • NOT (Notcoin) 
  • DRIFT (Protocolo Drift) 
  • NLK (NuLink) 

 

 

Tokens

Digitra.com anuncia recompra e queima de tokens DGTA

Quatro milhões de unidades serão retiradas do mercado em quatro meses

segunda, 03 de junho, 2024 - 14:41

Redação MyCryptoChannel

Continue Lendo...

Com a pretensão de aumentar a escassez e o valor do seu token nativo, a Digitra.com, corretora brasileira de criptomoedas, inicia um programa de recompra e queima de tokens DGTA. A partir de junho, 1 milhão de DGTA serão retirados do mercado mensalmente, totalizando quatro milhões de unidades nos próximos quatro meses. 

A iniciativa se baseia na estratégia de "buyback and burn" onde a empresa recompra tokens dos investidores e os remove permanentemente da circulação. Essa redução da oferta pode levar a um aumento do valor do token restante. 

Em comunicado, a corretora informou que pretende queimar 50% do supply total de DGTA em até cinco anos.  O programa de recompra e queima foi impulsionado pela decisão da CVM de não considerar o token DYN da Dynasty Global como um ativo mobiliário. 

Apesar de ter um mecanismo semelhante de "buyback and burn", o DYN não se encaixa na regulamentação da CVM para tokens de investimento. "Dessa forma, existe um amparo regulatório para que a Digitra.com siga com esse projeto", afirma Rodrigo Batista, CEO e fundador da Digitra.com. 

"Lançamos nosso token como uma forma de recompensar, principalmente, os early users da digitra.com. À medida que nossa base de clientes aumenta, os ganhos em DGTA diminuem, seguindo a lógica de escassez que também buscamos com a recompra e a queima", explica Batista.